Egito Antigo: Cultura e Religião

O Egito Antigo se formou em torno de 3150 a.C. com a unificação do alto com o baixo Egito. Esse povo atingiu o seu auge no período entre 1550 e 1070 a.C. (Império Novo), quando Tutmés III começou a dominar uma extensa área. Após esse período, seguiram por um período de lento declínio e acabou sendo conquistado por diversos impérios antes que chegasse ao seu fim. O governo dos Faraós teve seu fim oficial em 31 a.C., quando o Egito se tornou uma província do Império Romano.

No Egito Antigo, a população conseguiu se desenvolver em diversas áreas, como por exemplo, a medicina, a matemática, na extração de minérios, entre outras habilidades. Foram eles que construíram os primeiros navios conhecidos.

Egito Antigo: Religião

Egito Antigo

Os principais deuses do Egito Antigo

Acredita-se que o povo da Mesopotâmia teve muita influência na formação da cultura egípcia. Assim como a tradição Hindu, a tradição egípcia é uma das mais antigas. Quando ela era praticada, os deuses com maior adoração eram determinados pelo faraó. Ou seja, quando um faraó morria, facilmente o próximo faraó conseguia mudar o deus a ser adorado, conforme a sua crença. Além disso, eles estudavam assuntos complexos relacionados à vida, morte, renascimento e esses estudos influenciaram de forma importante alguns filósofos gregos e romanos.

Moisés (citado na bíblia) foi criado e educado dentro de uma família faraônica. Ele teve contato com os ensinamentos egípcios, inclusive, teve contato com os Livros dos Mortos, que era uma coletânea com ensinamentos sobre a vida após a morte.  A obra contém 42 confissões, entre elas, alguns mandamentos presentes na Bíblia Sagrada, por exemplo: “Eu não roubei.”, “Eu não matei.”, “Eu não agi com luxúria”, entre outros.

Os ensinamentos do livro não consistiam em uma religião, mas um complexo de crenças e rituais. Essas crenças eram baseadas nos deuses e variavam em cada região. Eles acreditavam que esses deuses tinham habitado a Terra em uma época anterior a deles e que eles eram abençoados por viverem aqui. Algumas tradições atuais acreditam que esses deuses era humanos sobreviventes do dilúvio, eles tinham conhecimentos que se perderam e por terem esses conhecimentos, acabaram sendo considerados deuses por homens simples que os conheciam.

Os egípcios praticavam a sua religião em templos e santuários caseiros e cada cidade tinha o seu deus protetor. Alguns deles são: Rá, Thot, Osíris, Ísis, Hórus, Anubis etc. Eles serão abordados posteriormente.

1 pensou em “Egito Antigo: Cultura e Religião

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *