Arquivo do Autor: Bruna

Wicca: os mitos e as verdades

A religião Wicca é considerada uma das religiões mais antigas do mundo, ela foi influenciada por crenças pré-cristãs e da Europa ocidental, mas foi reconhecida somente em 1986. Alguns mitos foram criados sobre a religião e este artigo tem a intenção de desmistifica-los.

wicca

Mitos sobre a Wicca

Wiccanos não acreditam em Deus

Os wiccanos de fato não acreditam no mesmo deus do cristianismo, são poleteístas, ou seja, acreditam em mais de um deus, a Deusa, que representa a Terra e a Lua e o Deus Cornífero, representação do Sol e dos animais.

Adoram o Diabo

Para ficar claro, os praticantes da Wicca não são satanistas, eles são bruxos. Além disso, o diabo é uma figura cristã, nesse caso, seria impossível eles adorarem uma figura que para eles não existe.

Possuem uma Bíblia Negra

Assim como foi citado item anterior, a Bíblia é cristã, então eles não possuem uma bíblia negra, mas eles usam o livro das sombras ou o livro de feitiços para escreverem seus aprendizados e sobre eles mesmos, como um diário.

Nos rituais praticam orgia

Não há nenhum tipo de relação sexual durante os rituais. Eles somente respeitam a diversidade sexual e durante os rituais, alguns praticantes querem sentir a energia das duas deidades (um homem e uma mulher), sem preconceitos ou julgamentos.

Wicca não é uma religião

A Wicca foi reconhecida como religião em 1986.

A Wicca pratica o mal e faz sacrifício de animais

Os wiccanos acreditam na Lei Tríplice, ou seja, eles acreditam que a lei entra em ação como resposta a qualquer atitude, sendo assim, eles não praticam o mal, nem faz sacrifício de animais.

“Tudo o que fizeres voltará em triplo para ti”

Entenda um pouco mais da religião Wicca

Elementos da Wicca

A Wicca é uma religião baseada nos ciclos naturais da Terra e entende cada elemento (terra, ar, água, fogo e éter) como a essência básica do universo.

Sabás

Os Sabás ou Sabbats, são celebrações pré-cristãs que comemoram a passagem do ano. Dentro destas celebrações estão as passagens de estações do ano, época de colheita e lactação dos animais.

Estas celebrações também são conhecidas como Roda do Ano. E são comemoradas de formas e em datas diferentes pelo mundo, dependendo da região e cultura.

Dentro da Roda do Ano existem os sabás maiores (chamados celebrações do céu) e os sabás menores (celebrações da terra). Os sabbats maiores são: Samhain (Halloween), Imbolc (ou Candlemas), Beltane, e Lammas (ou Lughnassad). Os sabás menores são as passagens das estações do ano, que são chamadas: Yule (Solstício de Inverno), Ostara (Equinócio de Primavera), Litha (Solstício de Verão), e Mabon (Equinócio de Outono).

Os sabás são comemorados em datas diferentes em cada hemisfério, por conta da diferença das estações do ano.

Pentagrama

O pentagrama representa os 5 elementos – o corpo: 4 membros e a cabeça. Os 5 estágios da vida: nascimento, infância, maturidade, velhice e morte. Os 5 sentidos interiores e exteriores. O amuleto é usado para o reconhecimento dos bruxos e a adoração aos deuses, assim como a cruz para os cristãos.

As pontas são representações dos elementos: Espírito, Terra, Ar, Fogo e Água.

 

 

Os símbolos celtas e seus significados

Os celtas habitaram a Europa entre os séculos II e III a.C., eles influenciaram muito a cultura e as tradições posteriores, principalmente, na mitologia, língua, folclore e arte. Eram politeístas, ou seja, acreditavam em diversos deuses e para homenageá-los, realizavam diversas cerimônias, festas e rituais. Os símbolos celtas refletem o animismo, já que eles acreditavam que tudo que existe, possui alma. Com a cultura repleta de símbolos, hoje vamos mostrar alguns deles e falar sobre seus significados.

Símbolo Celta – Triqueta

símbolos celtas

A triqueta é um símbolo conhecido por ser usado pelos celtas, pois tinha o poder de proteger, era usado como um amuleto. Pode ser interpretada como o infinito ou a eternidade.

Nó Celta

símbolos celtas

O Nó Celta é um símbolo desenhado de vários modos, também é conhecido como nó do amor ou nó infinito. O nó celta não possui começo nem fim. Acredita-se que os celtas usavam o símbolo pois acreditavam que tudo estava interligado, pode representar a eternidade e os mistérios do nascimento, da morte e da reencarnação. Os celtas também acreditam que se o nó for colocado abaixo do que deseja ele absorverá tal coisa para sua vida. Embora normalmente associado aos antigos celtas, o símbolo também pode ser encontrado em artefatos nórdicos e egípcios Além de todo o seu significado, também pode ser usado como um amuleto contra os espíritos malignos.

Símbolo Celta – Triskle

símbolos celtas

O Triskle ou espiral tripla é um símbolo com três pontas curvadas e faz referência ao movimento da vida e do universo. Ele é responsável pela evocação dos quatro elementos fundamentais da natureza: água, terra, fogo e ar. Tem a sua simbologia ligada ao constante movimento, a ação, a evolução, o progresso, além de ter a triplicidade, que podem representar o corpo, a mente e o espírito, o presente, passado e o futuro, ou seja, os ciclos de transformação. Os símbolos celtas são talismãs e este representa a sabedoria, tal como é um símbolo de bruxaria que é usado na invocação da Deusa Tripla.

INCENSO: OS 3 MAIS PODEROSOS

O incenso surgiu na Índia há cerca de 6.000 anos. Lá as pessoas acreditavam que a fumaça era o único elo entre os homens e os deuses. Presente em diferentes culturas, ele era usado de diferentes formas, por exemplo, os hindus usavam como oferenda, os chineses, queimavam incensos para lembrar os antepassados, inclusive, estava entre os presentes que os reis magos entregaram a Jesus Cristo. Ou seja, o poder purificador e energético do incenso é aceito por pessoas de todos os tempos e diferentes religiões.

Segundo o texto que faz parte dos Vedas, Padma Purana, o incenso deve ser usado como preparação do ambiente para a prática da yoga. E é importante queimá-los com regularidade, ou seja, todos o dias e no mesmo horário.

incenso

Sálvia branca

1- INCENSO DE SÂNDALO

A árvore de sândalo é considerada um amuleto na Índia. O incenso de sândalo traz vários benefícios, como por exemplo, ajuda a reenergizar ambiente, atraindo energias positivas, equilibra as emoções e traz paz de espírito, incentiva a sensação de gratidão e fraternidade, expande a intuições, auxilia na conexão com o sagrado.

2- INCENSO DE LAVANDA

O incenso de lavanda é um poderoso aliado para ter paz de espírito. A lavanda tem o poder de restabelecer o equilíbrio entre o corpo físico, emocional e energético. Esse incenso promove a purificação da aura, trazendo o equilíbrio dos sentimentos e das emoções, além de atrair a boa sorte e proteção.

3- SÁLVIA

A sálvia é considerada uma das mais poderosas ervas de defumação e tem como função principal, a purificação e a renovação de energias. Costuma ser usada em porções generosas, para o descarrego do peso energético de ambientes e deve ser começado da parte de dentro da casa. A defumação ajuda a melhorar o clima astral e garantir bem-estar físico dos ocupantes.

Podemos encontrar diversas essências de incensos, com as mais variadas finalidades, você vai encontrar o que mais lhe agrada.

Comente aqui qual a sua essência preferida!

 

Feng Shui: A aplicação do Baguá

A ideia do Baguá ou Mapa da Fortuna surge na Antiga China há mais de 3 mil anos, quando os chineses quiseram criar ambientes mais harmônicos, seguindo os pontos cardeias. Mas aqui no ocidente, a ideia é adaptarmos o mapeamento em cima da sua planta, que fará com que você descubra onde estão posicionados nove aspectos de importância da vida do ser humano. Quando fazemos a aplicação do Baguá, ou seja, quando descobrimos a localização de cada área posicionada na sua casa, ela passa a receber somente vibrações positivas.

baguá

Baguá

Continue lendo

Árvore da Vida – Cabala

A Árvore da Vida é um componente importante da Cabala, que tradicionalmente, é de origem judaica. Esse conhecimento milenar conseguiu integrar toda a formação do mundo e é representada pela Árvore da Vida. Dentro de sua estrutura, ela consegue representar toda a estrutura dos três mundos: o físico, o emocional e o espiritual.

Composta com 10 esferas visíveis, chamadas SEPHIROTH e cada uma representa um atributo divino, que devemos adquirir em nossa jornada de evolução. As esferas estão ligadas entre si por 22 linhas, que indicam o caminho. Além de existir a SEPHIRAH DAHAT, que é invisível, e é nomeada elos rabinos de “O CONHECIMENTO”.

árvore da vida

Árvore da Vida

10- MARLCUTH

Malchuth é a última esfera da Árvore da Vida e significa “O reino”. É um mundo onde os quatro elementos se combinam para formar tudo o que existe. Ou seja, representa a Terra e tudo o que se manifesta nela.

9- YESOD

Yesod significa “fundamento” e é a nona esfera da Árvore da Vida. É a entrada no plano astral, onde temos nosso corpo emocional, os nossos desejo, sentimentos. Está muito relacionada com os arquétipos maternos.

8- HOD

Hod é a oitava esfera e se relaciona com Mercúrio. É uma dimensão relacionada ao auto-aperfeiçoamento. A ideia é que neste momento, a gente possa se lapidar e durante esse processo, possamos nos livrar dos excessos.

7- NETZACH

Como sétima esfera, temos Netzach, que significa vitória e tem como palavra-chave “permanência”. Ou seja, permanecer em seus objetivos é um ponto importante, principalmente na busca espiritual.

6- TIPHERET

Dentro da astrologia, a sexta esfera da Árvore da Vida, é o Sol. Representa “a essência” e é a dimensão da beleza, do equilíbrio, da harmonia.

5- GEBURAH

Geburah significa “rigor”,”força” e é a quinta esfera da Árvore da Cabala. É uma dimensão relacionada com a justiça. A ideia é que através da disciplina, podemos conseguir afastar aspectos destrutivos presentes em nossas vidas e abrir espaço ao que realmente desejamos.

árvore da vida

Árvore da Vida

4- CHESED

A quarta esfera significa “misericórdia” e é a esfera de Júpiter. Está muito associada ao desejo de compartilhar. É aqui que a consciência se eleva e recebe a inspiração da séfira que trabalha no plano da forma. Por isso, sua relação com a expansão.

3- BINAH

Como terceira esfera, temos a Binah, significa “Entendimento” e representa a foice que corta tudo aquilo que não serve. É a porta de entrada ara o mundo infinito. Tem como palavra-chave “Entusiasmo”, ou seja, você ode ter percorrido todo caminho de forma impecável, mas quando você chegar até aqui, será necessário ter ALEGRIA.

2- CHOKMAH

Junto com Binah, formam a primeira polarização do divino. A segunda esfera significa “Sabedoria” e é considerada extremamente estimuladora e expansiva. É uma dimensão alcançada por poucas pessoas, pois ao atingir essa esfera, todo ego é completamente anulado.

1- KETHER

A coroa da criação, a primeira esfera. Tudo que existe no nosso universo deriva dessa esfera, que é considerada a dimensão do mundo infinito. Ou seja, Kether é o todo, é a consciência da criação inteira.

 

 

 

 

A Estrela: Significados e Simbologias

A estrela é um elemento presente em diversas culturas, tradições e religiões há muito tempo. Ela pode ser representada de muitas formas e os seus significados podem ser diferentes, dependendo da forma que ela é apresentada.

Neste conteúdo, iremos abordar as que talvez sejam as mais conhecidas: o Pentagrama, o Hexagrama, o Hexagrama Unicursal e o Heptagrama.

Estrela Pentagrama

Com origem desconhecida, a estrela Pentagrama apresenta 5 pontas e é o maior símbolo de magia da história e sempre foi relacionado a grande espiritualidade. Esteve e está presente em diversas culturas e religiões, como os Celtas, no Cristianismo, na Wicca, entre outros. Representa o mundo espiritual, a orientação e a proteção divina. Como número cabalístico, o número 5 representa a união do corpo e também simboliza o quinto elemento, o éter. É muito usado como um talismã.

estrela pentagrama

Pentagrama

Estrela Hexagrama

A Estrela Hexagrama ou Estrela de Davi é composto por dois triângulos que tem diversos significados, mas pode representar a união dos opostos, ou seja, o masculino e o feminino, a carne e o espírito, o fogo e a água etc. O hexagrama é conhecido em muitas culturas, porém não se sabe exatamente sobre sua origem.  Na alquimia, o Hexagrama faz referência aos sete planetas, com a inclusão da Lua no topo e o sol no centro. Mas acredita-se que o rei Davi teria feito um escudo com esse formato, para que pudesse economizar o material e o objeto foi usado por seu exército. Por este motivo, o hexagrama é considerado um excelente símbolo de proteção.

estrela de davi

Hexagrama ou Estrela de Davi

Hexagrama Unicursal

O Hexagrama Unicursal, ao invés dois triângulos sobrepostos, a estrela de seis pontas pode ser desenhada com uma linha contínua. Na magia, pelo fato do Hexagrama ter uma linha única, tem como significado a perenidade, ou seja, nenhuma força ou entidade é capaz de romper a barreira de proteção. Além disso, também pode significar a sabedoria, força espiritual e eternidade.

estrela unicursal

Unicursal

Heptagrama

O Heptagrama ou Estrela de 7 Pontas tem um significado importante em diversas culturas, como por exemplo, no cristianismo, representa a perfeição de Deus, para os judeus, simboliza os sete dias da criação do mundo. Por ter em sua simbologia o número 7, o heptagrama está relacionado com a espiritualidade, pode representar a harmonia do cosmos, os sete dias da semana, as sete cores do arco-íris, as sete notas musicais, partilhando, em grande parte, sua simbologia com o número cabalístico sete, ou ainda, os 7 chacras.

estrela heptagrama

Heptagrama

 

Significados dos símbolos egípcios

Os símbolos egípcios foram usados ​​durante diferentes períodos da civilização egípcia para representar todos os tipos de conceitos e ideias de sua mitologia. Muitos desses símbolos estavam relacionados a algum deus egípcio. Os egípcios usavam esses símbolos para decorar seus templos, representar seus deuses em suas inscrições e fazer amuletos para lidar com as dificuldades.

Alguns desses símbolos foram herdados de civilizações anteriores, enquanto outros apareceram durante diferentes períodos da civilização egípcia. Em alguns casos, os seguintes símbolos também têm seu equivalente no sistema de escrita egípcio baseado em hieróglifos.

Símbolo Egípcio – Cruz Ansata Ankh

A Cruz Ansata Ankh é um símbolo egípcio e é considerada uma Cruz Sagrada em várias religiões. Segundo o egípcios, a Cruz simboliza a eternidade, a chave da vida. Ela era utilizada por nobres e faraós como um amuleto de proteção. Acredita-se que a Cruz Ansata Ankh é a junção da cruz oval de Ísis e a cruz Tao de Osíris, juntas representam a vida, a fertilidade, a imortalidade.

símbolos egípcios

Cruz Ansata

Símbolo Egípcio – Olho de Hórus

O Olho de Hórus é um símbolo egípcio que simboliza a força, o poder, a coragem, a proteção, a clarividência, a saúde. Representa o olhar aberto e justiceiro de um dos deuses egípcios da mitologia: HÓRUS. É representado por um olho humano, composto de pálpebras, íris e sobrancelha. As linhas abaixo figuram as lágrimas, que por sua vez, simbolizam a dor na batalha em que deus Hórus perde seu olho. A forma como o Olho de Hórus é representada está também associada a alguns animais adorados pelos egípcios, como o gato, o falcão e a gazela. O Olho de Hórus Direito é na mitologia egípcia um símbolo sagrado que representa o SOL.

símbolos egípcios

Olho de Hórus

Símbolo Egípcio – Flor da Vida ou Geometria Sagrada

Acredita-se que a Geometria Sagrada ou Flor da Vida tenha sua origem no Egito Antigo, mas o símbolo foi encontrado em diversas culturas e religiões, como por exemplo, em templos budistas.

Muitas formas geométricas são encontradas dentro da Geometria Sagrada ou Flor da Vida e cada forma tem um significado diferente. O círculo representa a eternidade, o pentágono que significa o discernimento, o hexágono que é a harmonia entre os opostos, enfim, uma infinidade de formas e cada uma com um significado.

A Geometria Sagrada ou Flor da Vida é conhecida como o padrão geométrico de criação de tudo que existe, incluindo coisas intangíveis, como as emoções, pensamentos etc. Ou seja, a representação de tudo que vemos e sentimos.

símbolos egípcios

Flor da Vida


 

A Wicca e o Dia das Bruxas – Samhain

Você sabe o que é o Sabbat Samhain?

Samhain ou Halloween representa a morte ou o fim. Mas consequentemente, representa o recomeço/o renascimento. É comemorado o início de um novo ano no calendário pagão. Acredita-se que durante esse período, o véu entre o nosso mundo e o mundo dos mortos está mais frágil, possibilitando a comunicação entre os dois mundos. No hemisfério norte ele é comemorado no dia 31 de Outubro, já no hemisfério sul, ele é comemorado no dia 30 de Abril.

samhain

Halloween

Após a cristianização de diversos povos pagãos, houve uma tentativa por parte da religião cristã de apagar todos os costumes e celebrações desses povos. O Halloween ou Dia das Bruxas é uma verão moderna do Samhain, um dos poucos costumes que conseguiu sobreviver.

A própria abóbora, muito utilizada na festa do Dia das Bruxas, inicialmente era usada para afastar espíritos não desejados durante a comunicação com os mortos ou mesmo iluminar a passagem desses espíritos esperados.

A ideia é que durante a festa de Halloween, possamos entrar em sintonia com os que já partiram e enviar-lhes mensagens de amor e harmonia.

Como celebrar o Samhain?

Como já falamos, o Samhain é uma data que representa o fim de um ciclo e o início de outro. Ou seja, um momento que devemos agradecer tudo o que passou, por tudo que se tem e planejar o que estar por vir.

Existem várias formas de celebrar o Samhain, vamos citar algumas:

  • decorar sua casa com abóboras, morcegos e velas;
  • acender uma única vela branca em homenagem aos antepassados ou alguém em específico que deixou nosso plano físico;
  • acender uma vela laranja ou amarela para atrair prosperidade;
  • levar oferendas à natureza e ofertar aos ancestrais, ou fazer em seu jardim, altar, etc.
  • queimar pedidos para o novo ano no seu caldeirão ou na chama de uma vela.

Você pode escolher várias formas de comemorar essa data tão especial!

Esperamos que tenham gostado e Feliz Dia das Bruxas.

Deusa Ísis – Deusa do Amor e da Magia

Deusa Ísis foi uma das principais divindades na religião do Egito Antigo. É considerada a deusa do amor, da magia, da cura e da maternidade. Por esse motivo, existiam muitos adeptos e diversos templos foram construídos em seu nome. Isso fez com que a adoração a ela ultrapassasse as fronteiras do Egito e há registros de seus cultos em diversos lugares do mundo. Ísis dominava a magia e por conta disso, enganou até mesmo o deus Rá, conseguindo extrair os segredos que regiam a vida e a morte.

Ela personifica a esposa fiel e a mãe amorosa. A deusa era casada com Osíris e juntos ajudaram a colonizar o vale o Nilo. Inclusive, a origem do casamento é atribuída a eles. Seu marido foi assassinado pelo irmão, Seth, pois queria se tornar rei. Ísis andou por todo o Egito em busca do corpo do seu marido. Após encontrar o corpo de Osíris, ela o trouxe de volta à vida e com ele teve seu filho Hórus.

deusa ísis

Deus Egípcia Ísis

Continue lendo