Anúbis ou Anpu: deus dos mortos e moribundos

Anúbis foi uma divindade associada à mumificação, um dos deuses que zelavam pelos restos mortais, assim como fez com Osíris em auxílio a Ísis. Conhecido como o deus dos mortos e dos moribundos e sempre associado com a vida após a morte.

anúbis

Deus Anúbis

Para os egípcios, os deuses ensinaram muito para o povo, possuidores de grandes sabedorias, ensinaram ao homem como se comportar perante a sociedade, métodos de controle, organização etc.

Segundo a história, além de todo conhecimento, os deuses ensinaram ao homem coisas do mundo sobrenatural, como por exemplo, a caminhada que cada pessoa precisa fazer para que consiga alcançar a imortalidade.

No Egito Antigo, a preocupação com a vida após a morte era tanta, que eles faziam manuais aos mortos, explicando como ele faria para ser conduzido ao mundo espiritual. Estes manuais eram conhecidos como “O Livro dos Mortos”, colocados próximo ao cadáver, para que este, pudesse fazer a jornada no mundo desconhecido. Em todos estes livros, havia a menção de um ser responsável por guiar e conduzir a longa jornada do morto ao submundo, Anúbis.

O culto a Anúbis teria começado entre os anos de 3100 a.C. e 2686 a.C.. Em sua mão direita, ele segura um cetro, para resgatar os inocentes, na mão esquerda o Ankh, a chave que representa a vida e a morte, também carrega um chicote junto ao seu corpo para punir os culpados.

Anúbis era também conhecido como o protetor das múmias, o encarregado de protegê-las das forças que tentavam prejudicá-las.

Ankh – a chave na mão de Anúbis

O Ankh tem origem egípcia e é considerada uma Cruz Sagrada em várias religiões. Segundo o egípcios, a Cruz Ansata simboliza a eternidade, a chave da vida. Ela era utilizada por nobres e faraós como um amuleto de proteção. Acredita-se que a Cruz Ankh é a junção da cruz oval de Ísis e a cruz Tao de Osíris, juntas representam a vida, a fertilidade, a imortalidade.

cruz ansata ankh

Ankh

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *